Ismael Alexandrino: a polivalência de um médico, político e atleta de tiro

Quem já o viu de jaleco branco no hospital ou de terno pelos corredores do Congresso Nacional, pode não imaginá-lo com uma arma na mão em um estande de tiro. Conheça mais sobre o polivalente Ismael Alexandrino

Nascido em São Luís de Montes Belos, interior de Goiás, Ismael Alexandrino é médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Pernambuco e especialista em Terapia Intensiva pela Universidade de Milão e Bolonha, na Itália. 

Na iniciativa privada, ocupou o cargo de diretor no grupo DASA, a maior rede de saúde integrada do Brasil, líder em medicina diagnóstica no país e na América Latina, sendo a quinta maior do setor no mundo. 

Foi médico da Marinha do Brasil, atuou como chefe da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional do Gama e como superintendente de Saúde, além de ocupar o cargo de secretário-adjunto de Gestão da Saúde no Governo do Distrito Federal.

Em 2018, foi convidado pelo então governador de Goiás, Ronaldo Caiado, para assumir a Secretaria Estadual de Saúde. Em 2022, foi eleito deputado federal por Goiás, com 54.791 votos.  Atualmente, é vice-presidente do PSD-GO. 

Incentivado pelo pai, Ismael Alexandrino tomou gosto pelo tiro esportivo ainda criança em momentos de aventuras. “Desde os cinco anos, papai me levava para a fazenda para caçar com ele e lá me ensinava os primeiros passos do tiro. Aos sete anos, me deu a primeira arma. Inicialmente, uma Rossi de chumbinho 5,5., depois passei a atirar com um rifle Itajubá .22lr, que era dele, uma arma muito precisa e gostosa de atirar. Lá se vão 35 anos que iniciei no tiro”, recorda, em tom saudosista. 

Desde então, ele se dedica ao esporte e coleciona algumas vitórias. “Participei de várias competições. Tanto de etapas do Brasileiro F-Class 300m (FTR e OPEN), como também competições de calibres menores. Na final do Campeonato Brasileiro de 2023, a nossa equipe FBTE foi bronze, e naquela etapa acabei tendo o melhor desempenho da equipe na Categoria Open. Dei sorte!”, brinca. 

Campeão 2023 F-Class MID Range 600jardas, Ismael considera essa conquista como uma superação pessoal. “Além de estarem reunidos, em Tupancirentã, no Rio Grande do Sul (RS), os melhores atiradores de longa distância do Brasil, eu vinha – e ainda estou – sentindo dores absurdas na coluna, ocasionadas por lesões de um acidente sofrido em 2015. A viagem foi muito longa e demorada, e saímos de Goiânia/Brasília com temperatura de 37 a 40 °C, e chegamos ao nosso destino com temperatura de seis a 11 °C e muito vento. Então, por tudo isso e somadas às dificuldades que passamos com o tiro em 2023, foi muito gratificante e serviu de motivação para eu continuar lutando pelo nosso esporte”.

Apoio parlamentar

Defensor do tiro esportivo na Câmara Federal, o deputado Ismael Alexandrino acredita que pode auxiliar o setor bélico por meio do diálogo com seus colegas parlamentares e com o governo, e buscar estabelecer normativas legais e infra-legais que garantam segurança jurídica à categoria. “Tenho buscado ouvir os diversos interessados. O lojista tem um tipo de demanda, o dono de clube de tiro tem outra, o fabricante outra, o desportista outra. Ouvindo a todos e entendendo os interesses de cada um, temos mais condições de estabelecer um diálogo propositivo com os tomadores de decisão do governo”, pondera.

Aprimorar a legislação relacionada ao tiro esportivo também é uma das alternativas essenciais para o momento que o segmento está enfrentando. “Criamos a subcomissão do tiro esportivo, e nela realizamos uma audiência pública para colher sugestões. Oficiei, via gabinete, diversas sugestões ao Ministério da Justiça e já realizei algumas reuniões. Além disso, em paralelo, tenho mobilizado os pares para termos um texto adequado para o setor. Ou o Projeto de Lei – PL 3723 (que está no Senado) modificado, ou um novo PL”, diz. 

De acordo com o parlamentar, a pauta está com um estigma muito grande junto ao governo e parte da sociedade. E esse estigma é fruto do desconhecimento do assunto, além de medidas desproporcionais que colocam todos nas mesmas condições. “É fundamental que haja um olhar mais técnico e menos ideológico sobre o tema. A evolução está lenta e esperamos que se publique a Portaria que regulamenta o Decreto 1615/2023 com os itens de consenso e que foram acordados com o Ministério da Justiça, sobretudo a habitualidade por calibre, que é inexequível. Além desse item, estamos trabalhando para o .22lr semiauto deixar de ser restrito, além de não se exigir que clubes de tiro estejam a 1km de distância de instituições de ensino”.

Defesa do esporte 

Ismael Alexandrino, como médico e como parlamentar, está firme em seu propósito de cuidar da população e garante que seguirá firme nessa luta. “Nasci para cuidar de gente. Faço isso diretamente como médico e atuando fortemente na saúde. E saúde, segundo a OMS, é o completo bem-estar físico, mental e social, e não só ausência de doença. Todo esporte contribui para a saúde, seja física, mental ou social. Desta forma, defendo e defenderei nosso esporte até que tenhamos melhores condições de praticá-lo, sem preconceitos e estigmas”.

Da mesma forma, segue atuando à frente da subcomissão do tiro esportivo da Câmara Federal, e na Frente Parlamentar em defesa dos CACs e dos Clubes do Tiro. “Como caçador e atirador esportivo, continuarei lutando sem medir esforços para que tenhamos segurança jurídica na regulamentação de armas no Brasil, bem como estimulando a todos que quiserem praticar o esporte, poder fazê-lo assim como fazem com futebol, tênis, vôlei, entre outros, pois esporte, em qualquer circunstância, é saúde”, conclui o legislador. 

artigos relacionados

categorias

conteúdo exclusivo

Redes